Advogados são produtivos? Como aumentar seu número de horas cobráveis

Não é segredo para nenhum profissional de advocacia que eficiência é um problema na maioria dos escritórios. De acordo com um relatório divulgado pela Clio – empresa americana do segmento de softwares jurídicos – em 2018, somente 2,4 horas trabalhadas por advogados, de uma jornada de 8 horas diárias, são horas cobráveis. Isso engloba apenas 30% das horas. Além disso, ainda de acordo com o relatório, apenas 82% destas horas são faturadas e, destas, 86% acabam sendo pagas pelos clientes. Isso significa que apenas 1,6 horas diárias trabalhadas são recebidas pelo escritório. Onde foram parar as demais horas de trabalho?

Você sabe muito bem: tarefas administrativas, marketing, relacionamento com cliente, captação e toda sorte de trabalhos não cobráveis, mas que, sabemos, são necessários para o escritório continuar funcionando. O dia parece curto, os prazos são intermináveis, há muitas tarefas administrativas e muitas, muitas interrupções. Com toda essa quantidade de afazeres, sobra pouco tempo para advogar. Lembro-me muito bem da época que era advogado júnior em um escritório e perguntei para minha chefe, sócia-fundadora do escritório: como é ter seu próprio escritório? A resposta veio sem titubeio: você vai advogar muito menos do que imagina.

Nós aqui da Lawsoft sabemos como é difícil para um advogado ser produtivo e, mais alto o seu cargo, maior a dificuldade. Administrar e coordenar não é fácil e, sem gerenciamento de tempo, pode ocupar todas as outras 5,6 horas que falamos ali em cima. Mas você não está sozinho e vamos te ajudar a saber o que fazer para melhorar essa situação.

Tenha metas claras de produtividade

Estabelecer metas é o primeiro passo para atingi-las. Todos os profissionais, iniciantes ou experientes, devem ter metas de produtividade. E, por razões óbvias, as metas devem ser controladas e cobradas.

Como fazer isso? A melhor forma é contratar um software, como o Law Office, que esteja apto a realizar lançamento e controle de horas. Assim, será possível saber com muito mais precisão quem trabalha mais ou menos e com o que. Sem uma ferramenta apropriada, o gerenciamento do trabalho fica muito mais difícil. É essencial saber o que sua equipe está fazendo para saber o que e de quem cobrar.

Cobre o cumprimento das metas

Parece óbvio, mas é onde a maioria dos administradores de escritórios erra. Não adianta criar metas se você não cobrá-las. Advogados tendem a deixar de lado lançamentos no sistema se não são cobrados para isso.

Portanto, seu sistema deve possuir ferramentas de gestão eficientes, que irão te ajudar a verificar, através de análises e relatórios, quem está cumprindo as metas criadas. Não abra mão de um sistema com relatórios inteligentes e BI.

Abrace a tecnologia

A tecnologia no mercado jurídico chegou para ficar e cresce a cada dia. Não se engane, softwares jurídicos irão ajuda-lo muito a automatizar e economizar tempo com trabalhos administrativos. Faturamento, emissão de relatórios, controle de horas, captura de publicações e andamentos são algumas das tarefas que podem ficar muito mais fáceis com um software eficiente.

A forma primária de aumentar sua produtividade e horas cobráveis sem precisar investir em pessoal é através de automação de trabalhos e os softwares, como o Law Office, estão aqui para isso.

E não só a equipe jurídica. É importante, ao escolher um sistema adequado, considerar o quanto ele vai ajudar suas áreas administrativa e financeira. Lembre-se que, quanto mais automatizado, mais rápido será o serviço de faturamento e conversão das suas horas em receita.

Organize-se

Você perderá muito mais tempo para realizar qualquer trabalho se não souber onde procurar informações que você precisa ou se suas atividades são concentradas em sistemas e locais diferentes. Procure por um sistema completo e integrado, no qual você poderá não só armazenar informações como também realizar suas atividades diárias com mais facilidade.